21 de setembro de 2018

Volta, mundo blogueiro?

"Blog é pra ser pessoal. Pra contar histórias, experiências. Se for engraçado, ótimo, se não for, tudo bem também. Blog é pra dar opinião. Falar do que gosta e do que não gosta. Ensinar alguma coisa, mas não necessariamente. Cada pessoa é diferente da outra então blog é pra ser um diferente do outro também. É pra escrever um monte ou um pouquinho, depende do dia. Blog é pra escrever. Pra ser original."
#VOLTAMUNDOBLOGUEIRO - Foi um projeto idealizado pela @MulherVitrola e apoiadíssimo por mim. 

2 de setembro de 2018

Amor - se arriscar, ou não?

Se tem um defeito que eu sei exatamente a onde culpar é sobre se apegar as pessoas, ou melhor, aos crushes que me aparecem nesse game chamado "vida". A pessoa (o crush) falou "oi", e eu já penso no casamento, filhos, e roupas.. Mas não é só em questão de todo esse amor platônico que eu acabo criando dentro do meu e do meu mundo imaginário, inclusive, tenho até medo quando isso começar a acontecer e eu perco o controle sobre idealizar coisas que são bem prováveis que nunca irão acontecer. Mas sim, com qualquer situação e com qualquer relacionamentos. 

Reza a lenda que tudo isso é culpa da minha data de nascimento, mas devo me perguntar, é normal as pessoas ficarem jogando a culpa por ser de tal jeito em seus signos? Ou seria uma maneira de esquivar para não melhorar seus defeitos? Se pararmos para analisarmos é muito mais fácil culpar tal coisa, do que admitir que estamos errados. 

Não que eu esteja errado por querer demais, idealizar demais e querer demais.. Particularmente, quando eu vejo isso de fora, eu fico até feliz, pois eu ainda acredito em algo bom, amar é bom, mas amar e ser amado é uma experiencia da qual eu ainda não vivi.

Tenho dezenove anos, e até agora, eu nunca namorei, sigo invicto-, não que isso seja algo ruim, e que eu passe o dia todo procurando alguém bacana em um aplicativo de celular, ou que eu vá para a balada atrás de macho, é uma realidade a qual eu não pertenço. 

O babado Brasil, é o seguinte, quando eu conheço alguém bacana que eu acho que vai, não vai.. E talvez seja por esse meu lado de querer muito logo de cara, e talvez acaba assustando a pessoa. Amor não tem manual, não tem um roteiro, não é um filme de romance, é como é, e como acontece, e ponto. Cada experiencia é de um jeito, e eu gostaria sim, muito de ter alguém com quem compartilhar os babados que me cercam, construir família, e agora sim, todo aquele roteiro/clichê que a gente conhece. 

Entretanto, eu amaria conhecer alguém intenso igual a mim, que esteja na mesma sintonia e que tenha os planos mais malucos possíveis, talvez eu esteja entrando num ciclo a onde eu esteja mais vulnerável a esses sentimentos e fico nessa carência. Todos nós temos esse momento, mas tentamos esconder diversas vezes, pois ao mesmo tempo que pode te fazer bem, pode te fazer mal.. É um jogo perigoso, e um tiro no escuro, cabe a nós, se daremos esse risco de se dar bem, ou mal, tem que se arriscar e jogar. 

E você, vai se arriscar nesse mundo crazy do amor, ou vai viver com medo de amar e não ser amado?

11 de julho de 2018

Verborragia

Gente, será que eu ainda sei escrever? Toda vez é a mesma coisa, eu escrevo, apago, daí eu coloco uma música no Spotify para ver se me anima e me inspira, para escrever nesse meu cantinho que a internet e a modernidade tem me dado desde de 2014. 
Mas meus q-ridos, nada mudou viu? Quer dizer, nada mudou desde do começo do ano, se eu parar para fazer uma reflexão do que mudou desde de quando eu comecei a escrever sobre mim e minha vida lá no comecinho, muuuita coisa mudou. É até assustador pensar sobre isso. Quando eu comecei a escrever por aqui, eu quis escrever sobre minha vida, minhas opiniões, e me desabafar também, afinal isso aqui é o meu diário.

Já é difícil eu escrever aqui, agora imagina quando não se tem leitores?  Um dos meus problemas em conseguir leitores no meu blog, é que eu tenho que descrever meu dia a dia de uma maneira que prende a atenção, e muitas as vezes é difícil, e admito foram poucas as vezes que eu consegui. Ainda mais quando se tem What's App, Instagram e Facebook com seus stories-, essas novas modernidades nas redes sociais derrubaram o que ainda restavam de blogueiros como eu tentando escrever sobre nossos dias. Para que ler o dia de uma pessoa quando na realidade você pode ver de uma forma rápida em um simples stories?

Entretanto, aquelas historinhas somem após vinte e quatro horas, e se o que que eu escrevo é uma verborragia total, imagine um stories que some para a vida toda? Eu prefiro escrever sobre coisas que na realidade não vão acrescentar nada na vida de vocês-, *pausa para pensar* *respirando* *voltando a escrever* bom, na realidade eu tento acrescentar algo sim, conhecimento.

Lembra quando eu comecei? Eu me achava o falante da língua Inglesa e dizia que ia postar dicas de Inglês, compartilhava músicas, filmes, falava até sobre os meus sonhos mais profundos.. Tanta coisa eu já escrevi ao longo desses 5inco anos de blog, Brasil. E eu não posso desistir de tudo isso aqui agora.

Será que depois de finalmente eu aceitar que para continuar escrevendo no blog será uma resistência total, não só minha mas sim do Google que também está resistindo para deixar a plataforma blogger "on air"?
Sim ou não? Digam suas opiniões nos comentários abaixo!

22 de fevereiro de 2018

Desvaneio de Astrologia!

Se tem um negócio nesse lance chamado vida que move as pessoas é o tal dos signos do zodíaco, acreditamos que por nascer em certo horário, dia e mês adquirimos certas características dado pelo o signo do momento. A prova real do que eu disse é quando interrompemos alguém para perguntar "Qual é o seu signo mesmo?" na intenção de compreender melhor a decisão que fulano tomou em certa situação.

Uma coisa que eu aprendi com a astrologia foi culpar todas as minhas falhas por conta do meu signo; Eu sou lerdo, me apego demais as pessoas, crush mandou um "oi" já me vejo no nosso casamento, sonho alto e tantos outros defeitos-, confesso que eu amo culpar as estrelas por eu ser assim, posso não acreditar cem por cento, mas se posso usar isso como desculpa, why not?

Vocês já pararam pra pensar que se eu tentar mudar esses traços do meu signo (lerdeza, apaixonado, lunático e trousha) toda a luta será em vão? Afinal, segundo a astrologia eu nasci com ele, e por mais que eu tente mudar o meu signo não permitirá pelo o simples fato dele ser assim-, é uma locura pensar assim, eu sei.

Será que eu devo apenas aceitar esses traços impostos ou tentar mudar mesmo sabendo que será em vão?

4 de fevereiro de 2018

Corre, corre, erê.

Em março eu faço 19 anos, e para quem me acompanha sabe que foi e está sendo difícil a transição de adoslecente para adulto, e agora as coisas ficarão um pouco mais grave, pois é neste ciclo que está chegando que as coisas começam a trilhar/fixar.

Finalmente estou aprendendo a lidar com o mundo adulto e seus privilégios, mas também estou ficando ciente do quão difícil é conseguir seu lugar nessa sociedade, e não vou  nem citar que tudo fica milhões de vezes mais difícil quando você é preto e gay.
 
Chegou um momento no qual eu percebi que ficar me predendo ao passado feat. lamentando não resultará em absolutamente nada. Meus colegas se formaram, alguns inclusive já estão na faculdade, e minha vida apenas ficou parada no tempo. É como diz Karol Conka: corre, corre, erê.

Ademais, tenho metas para serem cumpridas, um ano escolar para me recuperar, e um blog que me aguarda ansiosamente para contar esse novo ciclo que já devia ter inciado.

Esse momento é meu, 2018 será o ano que definitivamente vou me curar da depressão e das crises de ansiedades que me cercam, estou cheio de otimismo e esperança, eu sei que vou conseguir bater minhas metas este ano.

Todo começo de ano é assim, mas espero que dessa vez seja diferente. Eu vou conseguir, amém?!